Com base no mesmo processo pelos quais aprendemos a falar a língua materna. Ou seja, por meio da relação de extrema confiança entre educador (pai e mãe) e educando (filho), com um método que leva o aluno a falar primeiro, para depois aprender a ler, escrever e compreender as regras gramaticais.